sábado, 20 de fevereiro de 2010

Quero um cheirinho de azul

Lua faceira, minha velha amiga...diz-me, os sonhos para onde vão?
Eu não sonhei com cordas para amarrar a alegria; não quero ter medo da noite ter fim; não quero verdades incertas nem farrapos de sonhos.
Sonhei acordar com a voz do mar e o corpo embriagado de desejo; sonhei trocar segredos e palavras de mel; sonhei sacudir estrelas e apanhar purpurinas; quero dançar descalça na areia, como se não houvesse amanhã; quero que o meu coração voe com as asas de mil fadas traquinas; quero um entendimento sereno e a cumplicidade de alguém que se deixe tocar; quero o refúgio de um abraço seguro em manhãs quentes com café; quero algo tão genuino como um sorriso de ternura.
Mas se tiver de partir não digo adeus! Apanho a sétima onda sem tocar na areia e vou conhecer a secreta noite dos peixes. Serei embalada pelo suave ondular do mar. Deixo um frasco de perfume vazio que continuará a largar cheiro.
Lua, minha velha amiga, acende o meu sonho!
Amanhã é um novo dia, mas eu quero dias com cheirinho de azul!

9 comentários:

  1. O meu maior sorriso (azul) para ti...

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Olá

    Sim também te deixo aqui um sorriso sob a luz do luar que faz a gente sonhar e acreditar que vale a pena

    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Esse azul perfumado eu ainda não conheço...rs

    ResponderEliminar
  4. Djavaneando, hein?
    Fechou todas... lindo texto e baita música!
    Já estava com saudade....
    Abraço!

    ResponderEliminar
  5. Não há dúvida que desejas coisas boas e eu também gostava de ter isso tudo para mim!
    Texto bonito, parabéns.

    ResponderEliminar
  6. OLá!
    Não tive tempo para fazer o bolinho, mas desejo um feliz dia de aniversário :-)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Adorei o escrito, onde as palavras vagueiam no infinito e se encontram dentro de nós! Bjos.
    Waleria Lima.

    ResponderEliminar